Inicial Quem Somos Onde estamos Contato
Áreas de Atuação Decisões e Casos de Sucesso Decisões e Casos de Sucesso II Direito dos Servidores Mais Direitos Notícias Jurídicas
Decisões e Casos de Sucesso II - DECISÃO: CLIENTE É MANTIDA EM CONCURSO PÚBLICO. ANULADA DECISÃO DA PREFEITURA QUE NÃO ACEITOU SEU DIPLOMA DE MESTRADO. ENTENDA O CASO:
 
DECISÃO: CLIENTE É MANTIDA EM CONCURSO PÚBLICO. ANULADA DECISÃO DA PREFEITURA QUE NÃO ACEITOU SEU DIPLOMA DE MESTRADO. ENTENDA O CASO:

Trata-se de mandado de segurança interposto contra ato do SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DO MUNICÍPIO DE POÁ.



A impetrante alega, em síntese, que foi aprovada no concurso público nº 002/2015 (p. 18/56), classificando-se em 1º lugar para o cargo de Supervisor de Ensino. Entretanto, no ato da posse, o impetrado não aceitou a documentação apresentada, alegando que o título de Mestrado Interdiciplinar em Semiótica, Tecnologias de Informação e Educação não atende à exigência prevista no edital.



Informa a impetrante que interpôs recurso contra a decisão que negou sua posse, mas seu pedido foi indeferido.



A demandante acredita que houve um equívoco na análise da documentação apresentada, pois a comissão julgadora não observou que o curso de mestrado na área educacional, concluído após a sua graduação em pedagogia, abrange toda a formação na área pedagógica, tendo em vista que o edital exigia diploma em pedagogia ou curso similar.



Sustenta a impetrante que tem o direito a tomar posse no cargo, pois preenche todos os requisitos exigidos no concurso público.



Requer liminarmente que a autoridade coatora aceite o documento apresentado (título de mestrado), conforme previsto no edital, assegurando à impetrante a posse no cargo, bem como a suspensão da chamada para posse no cargo de outros candidatos aprovados no concurso público nº 002/2015, até o julgamento do mérito.



Requer ainda a concessão dos benefícios da justiça gratuita.



Quanto ao pleito de tutela de urgência, dispõe o art. 300 do NCPC:



"A tutela de urgência será concedida quando houver elementos que evidenciem a probabilidade do direito e o perigo de dano ou o risco ao resultado útil do processo."



Os documentos que instruem a inicial, em especial os documentos de p. 75 e 80, são suficientes para concessão parcial da tutela antecipada postulada, vez que evidenciam a probabilidade do direito e o perigo de dano ou risco ao resultado útil do processo.



Posto isso, defiro parcialmente a liminar e determino que o Secretário de Educação do Município de Poá se abstenha de nomear e dar posse aos candidatos aprovados no processo seletivo nº 002/2015 para ocupar o cargo de Supervisor de Ensino. Tal proibição vigorará até o momento de sua revogação neste processo.



(...)



Cientifique-se o órgão de representação judicial da pessoa jurídica interessada (procuradoria municipal) para, querendo, atuar no feito.



(...)



Processo nº: 1004727-30.2018.8.26.0462



Doutora Cristiana Jesus Marques OAB/SP 333.360

 

 

CRISTIANA MARQUES ADVOCACIA

(11) 2557-0545

(11) 97226-4520 (WhatsApp)

E-mail: contato@cristianamarques.com.br

Site: www.cristianamarques.com.br

 

#Defesadosseusdireitos #ConcursoPúblico #Edital #FormaçãoProfissional #Diploma #MandadodeSegurança #Advogado #AdvogadoEspecialistaConcursoPúblico #CristianaMarquesAdvocacia

 

 
 
11 25570545
 
contato@cristianamarques.com.br
 
Atendimento On-line
   Venha tomar um café conosco - agende sua consulta:
    Atendimento com hora marcada: 11 2557-0545  ou   11 972264520
   
      End.: Rua José Bonifácio, 24 - Próx. a estação Sé do Metrô

  
 
Sobre
- Quem Somos
- Onde estamos
- Contato
Mais
- Áreas de Atuação - Decisões e Casos de Sucesso
- Decisões e Casos de Sucesso II - Direito dos Servidores
- Mais Direitos - Notícias Jurídicas
CRISTIANA MARQUES ADVOCACIA - 2017 - Todos os direitos reservados.